App GooglePlay Android

Quem foi Malcon X ?

01/04/2009 | 15 Comentários

Malcolm Little passou para a história como um dos grandes líderes dos negros norte-americanos com o nome de Malcolm X. Sua infância e adolescência foram marcadas pela violência característica dos guetos pobres norte-americanos. Quando tinha apenas seis anos e brincava pelas ruas de Omaha, o seu pai, Earl Little, foi assassinado.
malcolm_x

Após sofrer brutal espancamento, Earl teve o seu corpo atirado em uma linha de trem. A mãe de Malcolm, por sua vez, estava em tratamento num hospital psiquiátrico, de modo que ele e seus sete irmãos foram parar em orfanatos. Pouco tempo mais tarde, com uma irmã mais velha, foi morar em Boston. Depois, mudou-se para o Harlem, bairro de maioria negra em Nova York.

Na adolescência, Malcolm trabalhou como engraxate. Escapou do serviço militar fingindo-se de “louco”. Na mesma época, começou a praticar pequenos furtos no Harlem e envolveu-se com o tráfico de maconha. Com mais três amigos, todos muito pobres, passou a assaltar residências, até que acabou sendo preso, em 1946.

Na prisão ocorreu a grande transformação na vida de Malcolm X. Passou a estudar o islamismo, convertendo-se aos ensinamentos de Elijah Muhammed, líder da “Nação do Islã”, organização que congregava os negros muçulmanos dos Estados Unidos. Ao sair da cadeia, em 1952, Malcolm X transformou-se em um dos mais carismáticos líderes negros de seu país.

Enquanto Martin Luther King apostava na resistência pacífica como arma para enfrentar o racismo e a segregação, Malcolm X defendia a separação das raças, a independência econômica e a criação de um Estado autônomo para os negros. Ao lado de Elijah Muhammed, viajou pelos principais Estados norte-americanos para pregar as suas idéias e defender a libertação dos negros.

O projeto não foi à frente, mas deu ainda mais fama ao ativista. Em 1964, já casado, fundou a organização “Muslim Mosque Inc.” e, mais tarde, a “Afro-American Unity”. Um ano antes, após uma viagem para Meca, cidade sagrada dos muçulmanos, mudou o seu nome para Al Hajj Malik Al-Habazz. A partir daí, passou a defender uma posição conciliatória em relação aos brancos, fato que o deixou isolado, sobretudo quanto ao islamismo afro-americano.

No dia 21 de fevereiro de 1965, quando discursava no Harlem, Malcolm X foi assassinado com 13 tiros, ao lado de sua mulher Betty, que estava grávida, e de suas quatro filhas. A polícia não encontrou provas, mas suspeitou da participação da “Nação do Islã” no crime.

As idéias de Malcolm X foram muito divulgadas principalmente nos anos 70, por movimentos negros como o “Black Power” e “Panteras Negras”. A vida do ativista norte-americano também se transformou em documentários e filmes, sendo “Malcolm X”, dirigido por Spike Lee, em 1992, o mais famoso.

Tags: , ,

Compartilhe

Veja também:

Filha de Malcolm X lança livro que aborda a infância do líder americano

Filha de Malcolm X lança livro que aborda a infância do líder americano

15/01/2014

Malcolm X continua sendo uma figura famosa e controversa, mesmo 49 anos depois que ele...

Jesse Jackson inaugura curso de Pós-Graduação da Faculdade Zumbi dos Palmares

Jesse Jackson inaugura curso de Pós-Graduação da Faculdade Zumbi dos Palmares

11/11/2013

O reverendo Jesse Jackson, um dos maiores ativistas americanos de direitos civis da história, virá ao...

Apenas quatro negros foram eleitos para o Senado dos EUA em toda a história

Apenas quatro negros foram eleitos para o Senado dos EUA em toda a história

18/10/2013

Os cidadãos do estado americano de Nova Jersey elegeram, nesta semana, Cory Booker para a...

Comentários (15)

Trackback URL | Feed RSS dos comenrários

  1. Marcia disse:

    a vida dele foi muito sofridaa, mais ele foi um vencedor!

  2. Marizwan2009 disse:

          feiiooo ;x

  3. Maria Eduarda disse:

    Eu agradeço muito a Luther King,Zumbi dos palmare,Malcon x e Nelson mandela por lutar pelos direitos dos negros
    Muito obigado mesmo
    Sou negra e tenho muito orgulho da minha cor

  4. Leandro Tiago36 disse:

    SOU    NEGRO    tenho  muto  orgulho  ´´grande   MALCON X  , NELSON MANDELA , MARTIN LUTHER  KING,ZUMBI DOS PALMARES …nao tem NEGROS  igual antigamente q  batem de frente …

  5. Dabliu Emi disse:

    Nos dias hoje muitos jovense expressão sua gratidão a incanssável luta lideradas pelos nossos grandes, lendários, revolucionários, e gratificante conquista da igualdade racial mundial, com músicas protestantes comu o rep (ritimo e poesia), com a emoção de conhecer e divulgar a história da conquista de nossa raça (afro-mundial) em cima dos palcos. Palavras de mais um afro-vitorioso.

  6. @Giovanna disse:

    Não sou negra, mas tenho todo respeito, e não sou preconceituosa, acho que voces tem todo direito de estarem certos sobre as pessoas, só não podem julga-las, porque nem todas são iguais ‘ Eu gostei muito da historias de Malcolm x, fiquei triste por ele ter sofrido muito, e ele fez de tudo para mudar esse nosso mundo, queria que tivesse uma vida melhor, também sinto por ele ter morrido, mas isso teve seu lado positivo, pois assim ele ficou gravado em nossa memoria, e teve sua recordação como um grande lider, que é oque ele queria, aposto se estivesse aqui, estaria tão feliz quanto a gente ‘ Obrigada Maicolm X, voce tornou a vida de muitas pessoas significativa ‘

  7. Thamires Gonçalves da Silva disse:

    Sou negra e tenho muito orgulho da minha raça, acho que o povo negro não está “cicatrizado”
    com as brutalidades que o homem branco fez com os nossos antepassados, nós negros sentimos até hoje o preconceito,o negro é muito esquecido ainda na sociedade por isso precisamos fazer coisas para nos mostramos como o nosso lider MALCON X ,temos que mostrar que somos tão capazes quanto eles que a unica coisa que nos diferenciam é a cor da pele, porem desrespeitarmos uma pessoa branca nos tornas seres pior do que eles , irmão Nóbrega acho que seu pensamento está verto em partes mas como temos que conviver com as pessoas temos que mostrar que não somos ignorantes como eles que nãio julgamos uma pessoa pela cor de sua pele e sim pelo seu carater precisamos mostrar que estamos bem acima disso.

  8. Fernado cardoso da silva disse:

    Eu sou a favor da separação de raças, por que na periferia o joven negro sofre com o precoceito da policia, sem direito a educação qualificada nos colegios publico.etc

  9. vera aparecida de souza disse:

    SOU NEGRA 52 ANOS , E ACREDITO QUE O NEGRO PRIMEIRO TEM QUE SE CONHECER E SE ASSUMIR COMO TAL.DEPOIS VEM O CONHECIMENTO ESTUDAR TUDO QUE ELE PUDER: SE INFORMAR E TER ARGUMENTO QUANDO NUM CASO DE RACISMO EXPLICITO , ELE SE DEFENDER BUSCANDO SEUS DIREITOS/ABOLIR DE SUA VIDA O PRECONCEITO . SOMOS TODOS HUMANOS E FILHOS DE OLORUM.
    ABRAÇOS

  10. adriiana braga disse:

    bem,sou negra e me orgulho disso achei absurdo o comentario do nosso irmão nóbrega
    por que seria impossivel prever ou escolher por quem vamos nos apaixonar branco e negros acima de tudo são primeiro ser humano que merecem respeito se começarmos a descriminar pelo fato da cor do proximo estaremos esse tempo todo nadando contra a corrente se por a pessoa é branca ela não merece respeito então o negro também não merece ou melhor quem tem esse pensamento não o merece pois estára querendo defender uma causa que ele próprio não acredita,SOMOS TODOS SERES HUMANOS E MERECEMOS RESPEITO POR ISSO NÃO PELA COR DA PELE !

  11. Oliveira disse:

    Bem, sou negra e como muitos de nós também enfrento preconceitos, diretos, indiretos, camuflados, em fim, porém discordo em tratar os brancos com indiferença, ou seja, sou pela paz e unificação dos povos e das raças, sim, devemos tratar as pessoas de um modo geral como elas merecem ser tratadas, até mesmo ser reciprócos, más sem distinção de cor de pele, pois, se fizermos igual a eles estaremos sendo preconceituosos, e mundo não precisa de diferenças e sim de igualdades, por que se tratarmos com racismo os brancos, estaremos nos igualando a eles, pensoo que devemos mostrar que somos diferentes, melhores, evoluidos, sou pela paz,

  12. Nóbrega disse:

    Malcolm X sempre será um exemplo de lider pra mim.Eu fico triste de saber que ele morreu de uma forma tão brutal e covarde.Sempre darei 100% de apoio às palavras dele quando ele disse que o homem branco é o maior devastador,destruidor e escravizador da terra,não existe nenhuma dúvida de que Malcolm X estava e ainda está certissímo em tudo que falou em um de seus discursos.Malditos sejam os brancos,maldita seja a raça do demônio,pois é mais fácil o mar secar do que um branco ser uma criatura confiável e de bom coração.O que nós,negros do brasil, devemos fazer é no minimo tratar os branquelos como eles nos tratam,com preconceito e indiferença,e se possivel criarmos comunidades afrobrasileiras com sedes fixas em todos os estados do país, onde a entrada de brancos seja totalmente proibida,pois já é hora deles pagarem na mesma moeda o que fizeram aos nossos antepassados e à nós.E como negros,raça forte e de honra,não podemos concordar e nem aceitar que um negro/negra se relacione amorozamente com um branco/branca ,pois isso é o mesmo que nos vendermos para os brancos malditos,e o negro ou negra que se relaciona com uma branca ou branco ao ponto de se casarem,não merece respeito e nem consideração de nenhum irmão de cor,de nenhum de nós,pois os negros que se únem em matrimônio com brancos,não passam de traidores de sua raça e de seu povo!E terminando o meu comentário,só queria acrescentar que o mundo precisa urgentemente de mais pessoas negras como Malcolm X.”Viva à Malcolm X,o maior de todos os negros”

Adicionar um Comentário