Mais de um milhão de mulheres e crianças mortas

Mais de um milhão de crianças com menos de cinco e 60.000 mães a mais podem morrer apenas nos próximos seis meses, como resultado de interrupções nos serviços de saúde causadas pela pandemia em países de baixa e média renda, segundo um novo estudo.

Os números são o pior cenário previsto pelos pesquisadores da Escola de Saúde Pública John Hopkins Bloomberg, que analisaram quais poderiam ser as repercussões em 118 países se houver um impacto semelhante nos serviços de saúde materno-infantil, como ocorreu na África Ocidental durante o Surto de Ebola.

Compartilhe: